quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Fim de Ano

A seleção de fim de ano!

Super tradicional nos 2 anos de FemAle Carioca é o brinde de ano novo realizado com FemAle-Oculto. Esse ano nos reunimos dia 30 de dezembro, e tivemos a honra de receber a ilustre visita da Ingrid Calderoni, do grupo feminino paulista Maltemoiselles.

As 6 FemAles, a Indrid e o Tiago na barriga da Talita.

Iniciamos a degustação com a porter caseira Cabesas Bier, presenteada pelos cervejeiros uruguaios Rodrigo e Cecília, que vêm nos visitar em abril.



Abrimos então alguns presentes comprados no Delirium Cafe pela FemAle Flavia, e começamos com a italiana Noel Baladin, 9%abv. É uma cerveja bem gostosinha, proeminência de caramelo no aroma. No sabor, não é doce, não sendo nada enjoativa.


A segundona foi a St. Feuillien Christmas Noel, degustada com os panetones premium da Casa Suíça, que são sensacionais. A cerveja é bem equilibrada, ótima.

St Feuillien e Clarinha Botto ao fundo.

Na sequência, Delirium Christimas, que é uma excelente cerveja. Estava com um pouquinho de acidez, mas não comprometeu nada essa deliciosa belgian strong dark ale, muito pelo contrário.

Olha a Ingrid aí atrás.

O Botto nos presenteou com a Biertruppe Vintage, barley wine maturada em barris de carvalho, pra ser degustada com tender marinado por 12 horas em ... biertruppe vintage. Ficou incrível. E por incrível que pareça, também harmonizou muito bem com chocotone.rs.

Flavinha, Fred e Biertruppe Vintage

O próximo presente foi trazido pelo Ricardo Rosa: sua caseira,  nacional e internacionalmente  premiada, Inveja de Baco, uma barley wine de muito respeito, das melhores que há. Realmente sensacional.

Mestre Ricardo e sua Inveja de Baco

Tendo nosso tender "voado", nos rendemos ao couvert do La Mole, em domicílio.

Apetitoso, né!?
O Botto nos premiou com a praticamente raridade Eisenbahn Dama do Lago, uma belgian strong dark ale campeã do I Concurso Eisenbahn.

Cerveja que envelhece cada vez melhor.

Direto do Mamãe Bebidas, de BH, veio o presente Malheur 12, uma belgian strong dark ale de ótima qualidade.

Laurinha Nogueira ao fundo


 Realização do FemAle-Oculto:

Flavinha tirou Tati
Tati tirou Duda.

Talita tirou Regina
Duda tirou Talita
Regina tirou Lu

Lu tirou Flavinha



A Duda então nos brindou com sua caseira defumada, simplesmente chamada Defú!

Cervejinha campeã de excelente drinkability! Quem disse que não se pode beber uma rauch um dia inteiro?

E, por fim, trufas de chocolate trazidas pela Regina com Baden Baden Christmas Beer.


Foi uma deliciosa noite, também contada pelas Maltemoiselles, pra esperar as boas cervejas que 2011 nos trará! Um brinde!


Todos juntos!

8 comentários:

Anônimo disse...

Vocês estão evitando O Grande Assunto, o elefante na sala: cervejas e gases.

Eu evito tomar cerveja, especialmente weissbier, quando eu vou dormir com o meu namorado, porque no dia seguinte eu acordo um balão, a barriga doendo de tanto gás, e daí é aquele festival de enxofre.

Tem alguma coisa a ser feita?


Beijinhos.

FemAle Tatiana disse...

Olá, menina, tudo bem?,

Vou te contar uma coisa, bebo cerveja há 17 anos, e cerveja especial há 5 anos e meio, e NUNCA ouvi falar isso que vc contou. Me desculpe a intromissão, mas deve ser alguma intolerância sua à cerveja e sua carbonatação. Melhor procurar um médico mesmo.

Beijos,
Tatiana

FemAle Tatiana disse...

Opa, qdo falei especial, me referi à caseira, pois acho que comecei com Devassa em 2002. Beijos

Léo disse...

Belas pedidas as de cima. Desculpa tb me meter no assunto fisiológico, mas concordo com a Tatiana. Procure um médico urgente, até pq ficar sem beber uma boa cerveja por problemas fisiológicos não dá né!!!Rsrsrs. Brincadeiras a parte delicio, hoje, minha Erdinger Schneeweisse Christmas Edition. Cheers mate!!!

FemAle Tatiana disse...

Legal, Leo. Não provei essa Erdinger. Depois conta o que achou. No geral, não sou muito fã de Erdinger, só da Urweisse. bjs

Léo disse...

Puxa Tati não acredito que vc n goste das versões da Erdinger, mas é aquilo: gosto é gosto. Essa versão da Erdinger que vc citou eu gosto tb, porém o processo de fermentação é pareceido com da Hofbrau, ou seja ela é menos leve. Essa versão mantém o bom e velho elemento que eu amo: o trigo. É uma cerveja de coloração turva, um tanto quanto mais encorpada devido ao que ela se propõe. Perfeita para climas mais frios ou muito frescos. Vale a pena conferir.

FemAle Tatiana disse...

Ah, Leo, gosto é gosto mesmo. O mais importante é a gente não se achar superior só porque bebe outra coisa que não seja skol. Os cervochatos estão batendo à nossa porta.

Vou provar essa Erdinger Christmas que vc falou, parece bem boa.

bjs

Léo disse...

Prove sim. Digo a vc mais, não comecei minha vida de degustador de cervas com Erdinger ou Guinness. A regra número um de um degustador de cervas é não ter preconceitos. Acho q vc vai gostar sim, pelo menos tomara.

Bj